As Três Doutrinas Essenciais do Cristianismo

  1. Jesus é Deus em carne (João 8:58 com Êxodo 3:14). Veja também Jo 1:1,14; 8:24; 10:30-33.
    1. 1 Jo 4:2-3: "Nisto reconhecereis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo."
    2. Os versos acima precisam ser cruzados com Jo 1:1,14 (também escrito por João) onde ele afirma que o Verbo era Deus e que o Verbo se tornou carne.
    3. 1 Jo 4:2-3 está dizendo que se você nega que que Jesus é Deus em carne então você é do espírito do anticristo.
    4. Jo 8:24: "Por isso, eu vos disse que morrereis nos vossos pecados; porque se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados."
      1. Jesus diz aqui que se você não crer que "EU SOU" você morrerá nos seus pecados. Em grego, "eu sou" é 'ego eimi', que significa 'eu sou.' Estas são as mesmas palavras usadas em Jo 8:58 onde Jesus diz "... antes que Abraão existisse, eu sou." Ele estava atribuindo a si o título divino usado em Êxodo 3:14 na Septuaginta Grega. (A Septuaginta é o Antigo Testamente hebraico traduzido para o grego.)
    5. Jesus é o próprio objeto da fé.
      1. Não é suficiente apenas ter fé. A fé é válida somente se colocada em alguma coisa. Você deve colocar a sua fé no objeto apropriado. As seitas têm falsos objetos de fé; portanto, sua fé é inútil -- não interessa quanto sejam sinceros.
      2. Se você colocar a sua fé em um tubo de vácuo, então você terá um bocado de dificuldades no dia do juízo. Você pode ter uma grande fé, mas só isso não pode salvar você. Ela deve ser colocada na pessoa certa, Jesus.
    6. A doutrina da Divindade de Cristo inclui:
      1. A Trindade - Existe um Deus que existe em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Eles são co-iguais, co-eternos e da mesma natureza.
      2. Monoteiísmo - Existe um único Deus e nunca existiu outro (Isaías 43:10; 44:6,8; 45:5). Os Mórmons acreditam que existem muitos deuses que servem e adoram somente um. Portanto, eles são politeístas, o que os exclui do campo do Cristianismo.
    7. União Hipostática - Jesus é tanto Deus como homem.
      1. A suficiência do sacrifício de Cristo - o sacrifício de Cristo é completamente suficiente para pagar pelos pecados do mundo.
      2. Como Deus - Jesus deve ser Deus para poder oferecer um sacrifício de valor superior ao de um simples homem.
        Ele teve de morrer pelos pecados do mundo (1 João 2:2). Somente Deus poderia fazer isso.
      3. Como homem - Jesus deveria ser homem para poder ser um sacrifício pelo homem.
        Como homem Ele pode ser o mediador entre Deus e os homem (1 Tim. 2:5).
  2. Salvação pela graça
    1. "Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé; e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie" (Ef 2:8-9, NVI).
    2. "De Cristo vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça decaístes" (Gl 5:4).
      1. Este versículo e seu contexto ensinam claramente que se você crê que será salvo pela fé e pelas suas obras, então você não será salvo. Isto é um erro comum nas seitas. Porque eles têm um falso Jesus, eles têm uma falsa doutrina da salvação. (Leia Rm 3-5 e Gl 3-5).
      2. Você não pode acrescentar nada ao trabalho de Deus. Gálatas 2:21 diz: "Não anulo a graça de Deus; pois, se a justiça vem pela lei, Cristo morreu em vão!" (NVI).
    3. "Portanto, ninguém será declarado justo diante dele baseando-se na obediência à lei, pois é mediante a lei que nos tornamos plenamente conscientes do pecado" (Rm 3:20, NIV).
      1. "Todavia, ao homem que não trabalha, mas confia em Deus que justifica o ímpio, sua fé lhe é creditada como justiça" (Rm 4:5, NIV).
      2. "Então, a lei opõe-se às promessas de Deus? De modo nenhum! Pois, se tivesse sido dada uma lei que pudesse conceder vida, certamente, certamente a justiça viria da lei" (Gl 3:21, NIV).
  3. A Ressurreição de Cristo
    1. "E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a nossa fé" (1 Co 15:14). "E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados" (1 Co 5:17).
    2. Ignorar a ressurreição física de Jesus é anular a Sua obra, Seu sacrifício e a nossa ressurreição.
    3. Estes versículos afirmam claramente que se você diz que Cristo não ressuscitou da morte (no mesmo corpo em que Ele morreu -- Jo 2:19-21), então a sua fé é inútil.

(Um comentário em Gl 1:8-9: "Mas ainda que nós ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado! Como já dissemos, agora repito: Se alguém lhes anuncia um evangelho diferente daquele que já receberam, que seja amaldiçoado" (NIV).       Estes dois versos de Gálatas poderiam ser considerados a quarta doutrina essencial. Mas, Gal. 1:8,9 está simplesmente estabelecendo a necessidade de crer na mensagem do Evangelho que, na sua integridade, diz que Jesus é Deus em carne, que Ele morreu pelos nossos pecados, ressuscitou da morte e dá graciosamente a vida eterna àqueles que crêem.

1 Co 15:1-4 define o que é o evangelho: "Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. Por meio deste evangelho vocês são salvos, se se apegarem firmemente à palavra que lhes preguei; caso contrário, vocês têm crido em vão. Pois o que primeiramente recebi, também lhes transmiti: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras." (NIV).  Nestes versículos está a essência do evangelho: Cristo é Deus em carne (Jo 1:1,14; Cl 2:9); Salvação é recebida pela fé (Jo 1:12; Rm 10:9-10), mediante a graça; e a ressurreição é mencionada no versículo 4. Por conseguinte, esta mensagem evangélica inclui as doutrinas essenciais.)

 

Este artigo também está disponível em: English, Español, Indonesia, Română

 

 

 

 
 
CARM ison