Maria teve outros filhos?

Um dos ensinamentos mais controversos da Igreja Católica é a virgindade perpétua de Maria. Essa doutrina diz que Maria continuou sendo uma virgem após o nascimento de Jesus, e que as referências bíblicas que sugerem que Jesus tinha irmãos são, na verdade, referências a primos (Catequismo da Igreja Católica, parágrafo 510).

À medida que a adoração a Maria foi aumentando pelos séculos, a Sagrada Tradição se tornou um meio de promover novas doutrinas não ensinadas explicitamente na Bíblia. A virgindade de Maria é claramente ensinada nas escrituras, quando estas descrevem o nascimento de Jesus. Mas seria essa doutrina da virgindade perpétua justificada através da Bíblia? Maria perdeu sua virgindade depois que Jesus nasceu? A Bíblia revela que Maria teve outros filhos, que Jesus tinha irmãos e irmãs?

A Bíblia não declara que Maria permaneceu uma virgem, e que ela não teve outros filhos. Na verdade, a Bíblia parece ensinar o contrário.

Mateus 1:24-25 - "E José, tendo despertado do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu sua mulher;e não a conheceu enquanto ela não deu à luz um filho; e pôs-lhe o nome de JESUS."

Mateus 12:46-47 - "Enquanto ele ainda falava às multidões, estavam do lado de fora sua mãe e seus irmãos, procurando falar-lhe. Disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, e procuram falar contigo."

Mateus 13:55 - "Não é este o filho do carpinteiro? e não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, José, Simão, e Judas?"

Marcos 6:2-3 - "Ora, chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga; e muitos, ao ouví-lo, se maravilhavam, dizendo: Donde lhe vêm estas coisas? e que sabedoria é esta que lhe é dada? e como se fazem tais milagres por suas mãos? Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? e não estão aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se dele."

João 2:12 - "Depois disso desceu a Cafarnaum, ele, sua mãe, seus irmãos, e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias."

Atos 1:14 - "Todos estes perseveravam unanimemente em oração, com as mulheres, e Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos dele."

1 Coríntios 9:4-5 - "Não temos nós direito de comer e de beber? Não temos nós direito de levar conosco esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas?"

Gálatas 1:19 - "Mas não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor."

Uma leitura inicial desses textos bíblicos parece resolver a questão: Jesus tinha irmãos e irmãs. Mas esses textos óbvios são respondidos por teólogos católicos. O argumento principal que eles têm contra esses textos bíblicos é o seguinte:

Em grego, a palavra para irmão é adelphos, e para irmã é adelphe. Essa palavra é usada em contextos diferentes: filhos dos mesmos pais (Mt 1:2; 14:3), descendentes mais distantes (Atos 7:23, 26; Hb 7:5), os judeus como um todo (Atos 3:17,22), etc. Logo, o termo irmão (e irmã) pode se referir aos primos de Jesus, e nesse caso se refere.

Com certeza há algum mérito nesse argumento. Porém, contextos diferentes dão significados diferentes a palavras. Não é correto dizer que, porque uma palavra tem vários significados possíveis, pode-se transferir um significado qualquer para qualquer texto que use a palavra. Em outras palavras, só porque a palavra irmão significa primo em um texto, não significa que ela tem esse mesmo significado em outro texto. Logo, cada versículo deve ser analisado em seu respectivo contexto, para determinar o seu significado.

Vamos analisar brevemente alguns versículos que lidam com os irmãos de Jesus.

Mateus 12:46-47 - "Enquanto ele ainda falava às multidões, estavam do lado de fora sua mãe e seus irmãos, procurando falar-lhe. Disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, e procuram falar contigo."

Mateus 13:55 - "Não é este o filho do carpinteiro? e não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, José, Simão, e Judas?"

Se, nesses dois trechos, os irmãos de Jesus não são realmente seus irmãos, e sim seus primos, então quem é a Sua mãe, e quem é o carpinteiro? Em outras palavras, mãe aqui se refere a Maria. O carpinteiro em Mt 13:55 se refere a José. Literalmente. Ainda assim, os teólogos católicos ainda dirá: "Mesmo o carpinteiro se referindo a José, e a mãe se referindo a Maria, irmãos não significa irmãos, e sim primos." Essa não parece ser uma conclusão legítima. Você não pode mudar todo o sentido contextual no meio de uma frase, a não ser que seja obviamente necessário. O contexto é claro. Esses versículos estão falando sobre José, Maria, e os irmãos de Jesus. O contexto todo é um de relacionamento familiar: pai, mãe e irmãos.

Salmo 69, um Salmo Messiânico

Existem vários argumentos contra e a favor a respeito dos irmãos de Jesus. Mas a questão não pode ser resolvida sem examinarmos o Salmo 69, um salmo messiânico. Jesus cita Salmos 69:4 em João 15:25, "Mas isto é para que se cumpra a palavra que está escrita na sua lei: Odiaram-me sem causa."

Ele também cita Salmos 69:9 em João 2:16-17, "e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio. Lembraram-se então os seus discípulos de que está escrito: O zelo da tua casa me devorará."

Claramente o Salmo 69 é um salmo messiânico, uma vez que Jesus o citou em referência a si mesmo duas vezes. Isso é importante por causa do que está escrito entre os versículos que Jesus citou.

Para que tenhamos todo o contexto, aqui está o Salmo 69:4-9:

"4Aqueles que me odeiam sem causa são mais do que os cabelos da minha cabeça; poderosos são aqueles que procuram destruir-me, que me atacam com mentiras; por isso tenho de restituir o que não extorqui. 5Tu, ó Deus, bem conheces a minha estultícia, e as minhas culpas não são ocultas. 6Não sejam envergonhados por minha causa aqueles que esperam em ti, ó Senhor Deus dos exércitos; não sejam confundidos por minha causa aqueles que te buscam, ó Deus de Israel. 7Porque por amor de ti tenho suportado afrontas; a confusão me cobriu o rosto. 8Tornei-me como um estranho para os meus irmãos, e um desconhecido para os filhos de minha mãe. 9Pois o zelo da tua casa me devorou, e as afrontas dos que te afrontam caíram sobre mim."

Esse salmo messiânico claramente mostra que Jesus tinha irmãos. Como diz Amós 3:7, "Certamente o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas." A vontade de Deus se revelou claramente no Novo Testamento, e profeticamente no Velho. O Salmo 69 mostra que Jesus tinha irmãos.

Maria teve outros filhos? A Bíblia parece indicar que sim. A Tradição Católica diz que não. Em qual dos dois você vai confiar?

Claro, um católico simplesmente ira dizer que até mesmo a frase "os filhos de minha mãe" é uma referência não aos irmãos de Jesus, mas aos seus primos e outros parentes. Isso é uma coisa que o católico precisa dizer, caso contrário a virgindade perpétua de Maria é ameaçada, e já que isso seria contrário à Tradição Católica Romana, uma interpretação consistente com a Tradição precisa ser escolhida.

A questão é: "Foi Jesus aceito por Seus irmãos?". Não, ele não foi. João 7:5 diz "Pois nem seus irmãos criam nele.". Além do mais, Salmos 69:8 diz "meus irmãos" e "os filhos de minha mãe." Devemos interpretar estas duas referências como referências para os primos de Jesus? Claro que não. Os católicos gostam de dizer que "irmãos" significa "primos". Porém, se esse é o caso, então quando lemos "um desconhecido para os filhos de minha mãe", podemos perceber que o escritor está adicionando uma distinção, impedindo que o significado seja outro. Em outras palavras, Jesus foi um desconhecido para os seus irmãos, Seus próprios meio-irmãos vindos de Maria.

É triste ver a Igreja Católica Romana indo tão longe para manter a virgindade de Maria, algo que é uma violação da lei bíblica de se casar e povoar a terra.

 

 

 

 
 
CARM ison