A assunção corporal de Maria

Por Matt Slick- Tradução David Brito

 

A assunção corporal de Maria é o ensino católico romano o qual Maria, a mãe de Jesus, foi assunta ao Céu corporalmente.

"Finalmente, a Imaculada Virgem, preservada imune de toda mancha da culpa original, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celeste. E para que mais plenamente estivesse conforme a seu Filho, Senhor dos senhores e vencedor do pecado e da morte, foi exaltada pelo Senhor como Rainha do universo." A Assunção da Virgem Maria é uma participação singular na Ressurreição de seu Filho e uma antecipação da ressurreição dos outros cristãos: (Parágrafo relacionado 491) Em vosso parto, guardastes a virgindade; em vossa dormição, não deixastes o mundo, ó mãe de Deus: fostes juntar-vos à fonte da vida, vós que concebestes o Deus vivo e, por vossas orações, livrareis nossas almas da morte."1

Este ensino da ICAR é um dogma, Os dogmas proclamados pela Igreja Católica devem ser aceitos como verdades reveladas por Deus através da Bíblia. São irrevogáveis e nenhum membro da Igreja, nem mesmo o Papa, tem autoridade para alterá-los.

"A assunção corpórea da Virgem Maria ao céu que certamente nenhuma faculdade da mente humana poderia saber por seus próprios poderes naturais, tanto quanto a glorificação celeste do corpo virginal da Mãe amorosa de Deus está em causa - é uma verdade que foi revelada por Deus e, consequentemente, algo que deve ser firme e fielmente acreditado por todos os filhos da Igreja.2

Alguns católicos romanos sustentam que Maria morreu fisicamente e depois foi assunta corporalmente ao Céu, enquanto outros ensinam que ela de forma alguma sofreu a morte. O consenso parece ser que Maria morreu, mas que seu corpo não conheceu a corrupção e em vez disso foi assunta ao céu. Considere esta citação do site do Vaticano que implica fortemente que ela morreu.

A crença no destino glorioso do corpo e da alma da Mãe do Senhor depois de sua morte se espalhou muito rapidamente de leste a oeste. "3

"Quanto ao dia, ano, e a maneira da morte de Nossa Senhora, nada sabemos ao certo." 4

Por um dogma tão extremamente importante da Igreja que deve ser aceito sem questionamentos para ser um cristão fiel, seria de se esperar que houvesse respaldo bíblico. Mas, não há. Não há uma única menção na Palavra de Deus. O Vaticano admite;:

" o Novo Testamento especificamente não afirma a Assunção de Maria," (General Audience, #3, Pope John Paul II, vatican.va/holy_father/john_paul_ii/audiences/1997/documents/hf_jp-ii_aud_02071997_en.html)

Então, se não está na Bíblia, de onde a Igreja Católica Romana obteve esse ensinamento?

Tradição

Porque a doutrina da Assunção de Maria não é encontrada na Bíblia, deve ser derivado do que o catolicismo romano chama a Sagrada Tradição - a tradição oral, transmitida de os apóstolos que é igual em autoridade à Bíblia. Infelizmente, os primeiros cem anos da "tradição" não faz qualquer menção à assunção corpórea de Maria. Na verdade, nós encontramos evidências contraditórias na Tradição da Igreja Primitiva.

O estudioso católico romano, Michael O'Carroll, explica que Epifânio (quarto século), um Padre da Igreja, faz a primeira menção sobre o fim da vida de Maria quando Epifânio faz menção a respeito de Maria em 377 dC,

"Em uma passagem mais tardia, ele [Epifânio] diz que ela [Maria] pode ter morrido e sido enterrada, ou foi morta como um mártir. "Ou ela permaneceu viva, uma vez que nada é impossível para Deus e ele pode fazer o que deseja; para o seu fim, ninguém sabe” 5

À luz desta evidência, é óbvio que o dogma católico romano da Assunção de Maria não tem atestação antiga. Na verdade, a primeira menção razoável, de acordo com a Igreja Católica Romana, é encontrada em São João Damasceno, que viveu no ano de 700 dC. Este é um vácuo histórico relativamente gritante sobre a Assunção de Maria. Obviamente, tal dogma, um elemento essencial tão importante para a igreja cristã, teria sido mencionado por, pelo menos, alguns dos Padres da Igreja dentro dos primeiros séculos. Mas, não foi. Por quê? Porque não foi ensinado, e não é uma verdadeira doutrina do cristianismo.

Perguntas

  1. Se a assunção corporal de Maria é um dogma, por que não é encontrada em nenhum escrito dos pais da igreja primitiva até São João de Damasceno no século 8?
  2. Se a assunção corporal de Maria é um dogma, por que Epifânio disse que, em relação ao final da vida terrena de Maria, ninguém sabe ao certo o que aconteceu?
  3. Romanos 6:23 diz que o salário da morte é o pecado, e 1 Co 15:56 diz que "o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei” Se Maria era sem pecado, por qual razão ela morreu?

1.Catechism of the Catholic Church, 966

2.Munificentissimus Deus, Pope Pius XII, 1876--1958, underline added

3.General Audience, #2, Pope John Paul II, vatican.va/holy_father/john_paul_ii/audiences/1997/documents/hf_jp-ii_aud_02071997_en.html

4.Catholic Encyclopedia, "Feast of the Assumption"

5.Theotokos [Wilmington, Delaware: Michael Glazier, Inc., 1988], p. 135

 
 

About The Author

Matt Slick is the President and Founder of the Christian Apologetics and Research Ministry.