A ceia do Senhor e os 144.000

Por Matt Slick – Tradução David Brito

Organização das Testemunhas de Jeová ensinam que nem todos os membros do seu grupo podem tomar a comunhão. Somente os 144.000 membros chamados de "classe ungida" tem o direito de tomar Comunhão e eles são os únicos que vão para o céu1 Na verdade, os 144.000 da “classe ungida" dentro das Testemunhas de Jeová são os únicos que são "nascidos de novo."

"Este “pequeno rebanho” de 144,000 são aqueles que dentre a humanidade “nasceram de novo”'"2

As Testemunhas de Jeová celebram a ceia do senhor apenas uma vez por ano. 3 Em seu serviço anual de comunhão, as congregações se reúnem em suas diversas salas do reino. Isso é feito no dia 14 de Nissan, a data da Páscoa no calendário judaico, que geralmente cai em março ou abril de cada ano no calendário gregoriano. Durante o serviço, a taça é passada de Testemunha de Jeová a Testemunha de Jeová. Nenhum deles participa-- exceto os poucos que fazem parte dos 144.000. Em João 6:53-54, Jesus disse, Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos.  Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.." (JFA).[grifo acrescentado]

De acordo com a Torre de Vigia, a "vida" em João 6:53 é a vida eterna.

"Nesta ocasião Jesus não estava se dirigindo aos judeus circuncisados sobre “vida eterna” como ser humano no paraíso na terra em seu reinado milenar Antes falava sobre a mesma oportunidade que deu a Pedro e seus companheiros apóstolos por meio da “vida eterna”." Era a oportunidade de ganhar a vida eterna com Cristo no céu "Vida em voz mesmos." (João 6:53)  Por reinar com Cristo no céu eles poderiam passar para a humanidade os benefícios da vida eternal através do seu sacrifício. 4

De acordo com a teologia das Testemunhas de Jeová, algumas Testemunhas serão ressuscitadas para a "vida imortal" e outros para "a vida eterna." Vida imortal é apenas para os 144.000 que estarão com o Senhor no céu. Eles não têm corpos ressuscitados, mas têm "corpo espiritual". A vida eterna é para aqueles no Paraíso da terra e é composto por um corpo ressuscitado, que deve ser mantida através de comer, dormir, etc.

Como podemos ver na citação acima, de acordo com a Torre de Vigia, a vida que Jesus estava falando era "vida eterna"; isto é, a vida no céu para os 144.000. Portanto, as Testemunhas de Jeová ensinam que a ceia da comunhão foi instituída apenas para os 144.000 judeus e não para todas as Testemunhas.

O que dizem as escrituras?

A ceia da Comunhão é para o corpo de Cristo - para os crentes. O pão e o vinho representam o corpo e o sangue de Cristo que foi sacrificado para o crente, para que os que creem possam obter  redenção de seus pecados. Portanto, Comunhão é apenas para aquelas pessoas que têm Colocado sua fé no sacrifício de Cristo. Comunhão não é para aqueles que não são cobertos pelo sacrifício de Cristo. Isso é significativo, uma vez que a grande maioria das Testemunhas de Jeová não comunga do corpo e do sangue de Cristo.

  • Paulo, o apóstolo disse que o pão é a comunhão do corpo de Cristo - que há apenas um corpo de Cristo (a Igreja), da qual todos participam. Dentro da Igreja cristã, não há nenhuma distinção com relação aos que tomam a Ceia do Senhor.

 

  • “Porventura o cálice de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo? Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo, porque todos participamos do mesmo pão. Vede a Israel segundo a carne; os que comem os sacrifícios não são porventura participantes do altar? " (1 Cor. 10:16-18, JFA).

 

 

  • E no primeiro dia da semana, ajuntando-se os discípulos para partir o pão, Paulo, que havia de partir no dia seguinte, falava com eles; e prolongou a prática até à meia-noite. (Atos 20:7, JFA).

Não há menção alguma nas escrituras de limitar a comunhão a quem quer que seja, exceto que eles deveriam examinar a si mesmos e discernir corretamente de que os elementos representam o sacrifício de Cristo e não uma simples refeição para satisfazer a fome.

 

Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice.  Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do SENHOR." (1 Cor. 11:28-29, JFA).

Em lugar algum das escrituras existe uma  restrição a apenas 144.000 - como as Testemunhas de Jeová ensinam. Esta é uma fabricação da Watchtower Bible and Tract Society. O fato de  as Testemunhas de Jeová não tomarem a ceia é uma demonstração de que eles não estão no corpo de Cristo e não têm uma relação de aliança com Cristo. Este é um forte testemunho contra eles próprios.

Uma vez que Jesus comprou a igreja com o seu sangue (Atos 20:28) e o seu sangue é o símbolo de uma nova aliança (1 Cor. 11:25), a comunhão é para todos os crentes e não apenas para 144,00 como esta seita ensina.

 

          1. A Sentinela, 15. Fev, 1985, p. 13

2. A Sentinela , 15. Nov, 1954, p. 681.

3. A Sentinela, 1 abril, 1965, p. 199.

4. A Sentinela, 1 março, 1978, p. 10.

 
 

About The Author

Matt Slick is the President and Founder of the Christian Apologetics and Research Ministry.