Será que Romanos 2:13 ensina que somos justificados diante de Deus por guardar a Lei?

Por- Matt Slick- Tradução David Brito

"11 Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas.
12 Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados.
13 Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados.
14 Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei;
15 Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os;
16 No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho” (Romanos 2:11-16).

O verso 13 é comumente usado   (Católicos Romanos, Mórmons, etc.,) para afirmar que devemos guardar a Lei (junto com a fé em Jesus) para sermos salvos, mas este não é o caso. Paulo estava falando para os judeus (Romanos 2:17) sobre o julgamento que estes faziam dos gentis e, em seguida, lhes aponta para a sua própria Lei (padrão de julgamento) e hipocrisia e diz-lhes que os que praticam a lei não são justificados diante de Deus (v. 13 ).

A norma que eles queriam manter era a Lei. Paulo estava dizendo-lhes que eles poderiam ser justificados diante de Deus, mantendo-a. Assim, mantenha a Lei, mantenha toda a Lei, sem nada omitir da mesma, mas se você não fizer isso, você estará em apuros. São os que praticam a lei que serão justificados diante de Deus. Ele diz que os gentios que não tinham a lei de acordo com o conhecimento que os judeus tinham, estavam instintivamente mantendo a Lei (v. 14) e serão julgados em conformidade com ela. Quanto mais os judeus?

Paulo estava mostrando aos judeus hipócritas que julgaram os gentios que eles não foram capazes de manter o padrão perfeito da Lei. Eles eram hipócritas. É por isso que Paulo nos diz no capítulo seguinte em Romanos 3:28 que somos justificados pela fé sem as obras da lei - que inclui a Lei de amar a Deus (Dt 6:5.) E amar o próximo (Lv. 19:18). Ninguém é capaz de manter a Lei. Se você não falhar, uma vez sequer, então você se torna culpado de toda ela.

  • Tiago 2:10, “Porquanto, quem obedece a toda a Lei, mas tropeça em apenas uma das suas ordenanças, torna-se culpado de quebrá-la integralmente.”
  • Gl. 3:10, “Pois todos os que são das obras da Lei estão debaixo de maldição. Porquanto está escrito: “Maldito todo aquele que não persiste em praticar todos os mandamentos escritos no Livro da Lei.”

Os judeus (e qualquer outra pessoa) podem ser justificados diante de Deus por guardar a Lei, mas ele ou ela tem que ser perfeito. Uma pessoa não pode falhar nem uma vez, nunca. Mas desde que todos falham, é por isso que temos o evangelho que nos diz que Jesus manteve a Lei perfeitamente (1 Pe 2:22.) E que podemos ser justificados diante de Deus pela fé nEle (Romanos 4: 3, 5, 5:1, João 1:12, 3:16). 

 

 

 
 

About The Author

Matt Slick is the President and Founder of the Christian Apologetics and Research Ministry.