A autoridade do sacerdócio e o Mormonismo

Por Ryan Turner

O ponto de vista Mórmon

A autoridade do sacerdócio é muito importante para a teologia Mórmon  uma vez que é o meio através do qual a Igreja Mórmon supostamente tem autoridade para administrar as ordenanças que trazem a salvação para a humanidade, para pregar o Evangelho, e governar o reino de Deus na terra (LDS.org). As duas citações a seguir ilustram muito bem este ensino Mórmon;

"O que é o sacerdócio? Ele é nada mais nada menos do que o poder de Deus delegado ao homem pelo qual o homem pode agir na Terra para a salvação da família humana... Pelo qual eles podem batizar para a remissão dos pecados e imposição de  mãos para a recepção do Espírito Santo, e por que eles podem remir os pecados com as sanções e as bênçãos de Deus Todo-Poderoso. É o mesmo poder e sacerdócio que foi dado aos discípulos de Cristo enquanto Ele estava na terra... "(Joseph F. Smith, sexto Profeta da Igreja Mórmon, Doutrina do Evangelho, 1919, p 173;. também ver Doutrina Mórmon por Bruce R. McConkie, 1966, p 594.).

"Acreditamos que o homem deve ser chamado por Deus por profecia e pela imposição de mãos, por quem possua autoridade para pregar o Evangelho e administrar suas ordenanças" (5 Regra de Fé).

Mórmons frequentemente têm um grande orgulho no fato de que eles têm essa autoridade do sacerdócio e nem outra igreja na terra possui. Em essência, não pode haver verdadeira Igreja ou verdadeira administração das ordenanças, sem que a autoridade do sacerdócio lhe seja dado.

De alguma maneira, existem no  Mormonismo duas formas de sacerdócio: O Arônico e o de Melquisedeque.  Curiosamente, para os mais jovens que se convertem ao mormonismo, é conferido o sacerdócio Arônico aos 12 anos de idade e o Sacerdócio de Melquisedeque é conferido aos 18 anos.

Em apoio a esta autoridade Arônico e o Sacerdócio de Melquisedeque, os mórmons, por vezes, apelam para várias passagens da Bíblia, João 15:16; Atos 8:14-20; Hebreus 5:4; e  Tiago 5:14-15:1

Resposta Bíblica

Resposta para argumentos bíblicos

A igreja  Mórmon [IJSUD]  apela para várias passagens do NT para dar suporte as suas afirmações sobre a doutrina dos dois sacerdócios a Arônica e a de Melquisedeque. A seguir a lista de algumas destas  passagens com uma resposta resumida.

Passagem #1: João 15:16, " Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi a vós e vos nomeei, para que vades e deis fruto". . . " A IJSUD afirma  que Jesus está falando sobre a ordenação dos apóstolos para o sacerdócio, mas esta passagem não diz nada sobre a ordenação ao sacerdócio. Em nenhum lugar em todos os Evangelhos ou em todo o Novo Testamento encontramos qualquer referência para esta doutrina. Ordenar aqui significa simplesmente "nomear" ou "apontar". Os apóstolos foram designados para ir e dar fruto, E foi o que eles fizeram quando eles receberam o Espírito Santo (Atos 1:8; cf. Atos 2) (veja o livro de Atos).

Passagem #2: Atos 8:14-20  Esta passagem menciona Pedro e João impondo as mãos sobre o povo de Samaria, que, em seguida, receberam o Espírito Santo. E está simplesmente referindo-se a pessoas que receberam o Espírito Santo pela imposição de mãos. Ele não mencionou nada sobre uma autoridade do Sacerdócio Arônico tentar inferir tal ensino é fazer uma péssima interpretação do texto.

Passagem #3: Tiago 5:14-15, Outra passagem utilizada pela IJSUD, é; " Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor;  E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados."  Mais uma passagem que não está tratando da autoridade Arônica ou de Melquisedeque.  Os "anciãos da igreja" em Tiago 5 provavelmente se referem aos indivíduos mais velhos e sábios que receberam autoridade na Igreja (cf. 1 Tim. 5:1; Atos 14:23; 21:18).  Não há nenhuma evidência de que esta passagem se refere a alguém que foi ordenado ao Sacerdócio Arônico ou de Melquisedeque.

Passagem #4: Hebreus 5:4 diz, " E ninguém toma para si esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Arão"  Esta passagem não se refere a qualquer comando para a igreja de hoje instituir um sacerdócio ordenado por imposição de mãos. Arão foi chamado por Deus, não por Moisés ou qualquer outra pessoa, ninguém colocou as mãos sobre ele (Num. 18:7; cf. Ex. 4:27).  Arão foi ungido, mas assim também foi o tabernáculo (Ex. 40:13) e tudo o que lá havia (Ex. 40:9-15).

Devido as evidências acima apresentadas, podemos afirmar com certeza de que não há suporte bíblico para as afirmações da IJSUD sobre esta questão.

O Sacerdócio nas Escrituras

Sacerdócio Arônico

Em contraste com os ensinos Mórmons a Bíblia nos traz um ensino bem diferente sobre o sacerdócio.  Primeiro, o sacerdócio de Arão foi limitado aos homens judeus da tribo de Levi, que eram descendentes de Aarão (Ex. 28:1; Num. 3:5-13; Heb. 7:5).  O Sacerdócio era herdado pelos descendentes de Arão, e não recebido pela ordenação.

Nunca foi suposto que fosse praticado por gentios (não-judeus). Não há absolutamente nenhum ensinamento sobre essa doutrina do sacerdócio de Arão sendo praticado pelos gentios no Antigo ou Novo Testamento
Além disso, o sacerdócio Arônico terminou em Cristo Jesus (Heb. 7:11-12) O qual cumpriu a lei como sacerdote eterno (Heb. 7:11-28; 8:6-7ff). Os sacerdotes do Antigo Testamento eram mediadores, mas agora Jesus é o único mediador entre os homens e Deus (1 Tim. 2:5; Heb. 7:24-25; João. 14:6). Por fim, o sumo sacerdote no Antigo Testamento iria entrar no Santo dos Santos, uma vez por ano para fazer um sacrifício não só pelos seus pecados, mas também pelo pecado dos outros (Ex. 30:10; Heb. 9:7, 19-22).  No entanto, Jesus completou a obra da salvação por ser Ele mesmo o Sumo Sacerdote e o perfeito Sacrifício ( (Heb. 3:1; 9:11-12, 25-26)!  Desde que a obra que Cristo realizou está completa (John 19:30), Não temos mais a necessidade de um sumo sacerdote na terra.  Cristo é o único mediador e Sacerdote entre Deus e os homens. (1 Tim. 2:5; Heb. 8:1-6).

Sacerdócio de Melquisedeque

Em segundo lugar, não há absolutamente nenhuma menção em toda a Bíblia sobre uma classe especial de sacerdotes de Melquisedeque. Melquisedeque é mencionado brevemente no Velho Testamento em dois lugares (Gen. 14:18-20 e  SL. 110:1).  Em Gênesis 14, Melquisedeque é um rei e sacerdote o qual abençoa Abraão e a quem Abraão dá o dízimo.O salmo 110, um salmo messiânico real, aplica-se este sacerdócio de Melquisedeque para Jesus, que também é um sacerdote e rei (cf. Mateus 22:44;  26:64; Marcos 16:19; Heb. 5:5-6).  No entanto, em nenhum lugar no Antigo ou Novo Testamento vemos a prática da ordenação de homens para o ofício do sacerdócio de Melquisedeque. Só Jesus é mencionado no Novo Testamento como um sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque (Heb. 5:1-4).

O Sacerdote de todos os que crêem.

Ao invest disto, a biblia ensina que todos os que crêem tem autoridade sacerdotal (1 Pedro 2:5, 9; Rev. 1:6; 5:10; 20:6).  Mesmo no Antigo Testamento, a nação de Israel era para ser um reino de sacerdotes (Ex. 19:5-6).  Entretanto, Jesus é o unico Sumo Sacerdote (Heb. 7:23-8:13).  Cada crente tem autoridade para pregar o Evangelho, batizar e governar o reino de Deus nesta terra. Não é algo que se limita apenas aos homens que estão acima da idade de 12 ou 18.2

Perguntas aos Mórmons

Quem lhe deu o direito de batizar?

A resposta é muito  simples; É Deus em Sua Palavra. No Novo Testamento, não há nenhuma ordem específica a respeito de quem pode e não pode batizar. Jesus ordenou a todos os discípulos para irem e batizar (Mt. 28:18-20), mas Ele nunca limitou o batismo apenas aos apóstolos.  Como todos os cristãos são todos sacerdotes(1 Pedro 2:5, 9; Rev. 1:6; 5:10; 20:6), qualquer um deles tem o direito de batizar. Os cristãos têm a autoridade para batizar com base na Palavra de Deus que é a inspirada, fonte oficial da revelação. Se alguém realmente crer, ele ou ela recebem o Espírito Santo (Efésios. 1:13) e nasce novamente (João 1:13). O batismo não é necessário para a salvação (Atos 10:43-48; 1 Cor. 1:17; Rom. 4:5; Efésios. 2:8-9; etc.).  Nenhuma organização  eclesiástica tem autoridade para decidir quem pode e não pode receber o Espírito Santo. Quem acredita recebe o Espírito Santo pela fé e tem certeza da vida eterna (Efésios. 1:13) e tem a certeza da vida eterna (1 João 5:13).

Quem lhes dá o direito de interpretar as Escrituras?

A Bíblia permite que  indivíduos interpretem as Escrituras.  Em Atos 17:11, os bereanos são elogiados, uma vez que “porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim. ." Os bereanos investigavam e estudavam as Escrituras para ver se os ensinamentos apóstolos eram verdadeiros. Além disso, Jesus ordenou aos fariseus e os judeus: "Examinai as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam," (João 5:39). A Bíblia não é um manual secreto apenas para os sábios, mas é para todas as pessoas ler, estudar e aplicar, com sólidos princípios de interpretação (veja "Como interpretar as escrituras").

Fontes

  • Marvin W. Cowan, Mormon Claims Answered, 1997, available: http://www.utlm.org/onlinebooks/mclaims6.htm, accessed 15 June, 2010.
  • LDS.org, accessed 15 June, 2010. See: http://www.lds.org/ldsorg/v/index.jsp?locale=0&sourceId=ab839daac5d98010VgnVCM1000004d82620a____&vgnextoid=bbd508f54922d010VgnVCM1000004d82620aRCRD.
  • A. C. Myers, The Eerdmans Bible Dictionary, Grand Rapids, Mich.: Eerdmans, 1987, p. 319.

  • 1. Mórmons frequentemente apelam para seus próprios escritos para embasar suas afirmações. Mas eles também afirmam que a Bíblia apóia seu ensino.
  • 2. Enquanto todo mundo tem a autoridade para pregar o Evangelho, a Bíblia ensina que o cargo de presbítero ou pastor deve ser limitado aos homens. Veja: "Pode uma mulher ser pastora ou anciã?"
 
 

About The Author

Matt Slick is the President and Founder of the Christian Apologetics and Research Ministry.