Caro católico você tem a certeza de que você irá para o céu?

Por Matt Slick – Tradução David Brito – carmbrasil@gmail.com

 

Se você é um católico, você tem toda a certeza de que você irá para o céu quando morrer? Como um protestante, eu posso dizer que eu sei que estou indo para o céu. Isso não é arrogância da minha parte. É a confiança na obra de Cristo e não no meu próprio mérito. É a confiança na capacidade de Jesus para salvar-me completamente, ter cumprido toda a Lei perfeitamente, e por ter totalmente me purificado de todos os meus pecados. Portanto, porque toda minha esperança e confiança estão n'Ele e não no que eu possa fazer, eu sei que estou indo para o céu. Se a minha salvação dependesse de minha bondade e habilidades, ai sim, eu teria todos os motivos para duvidar da minha salvação, porque eu sou imperfeito e um pecador. Mas Deus é perfeito e exige santidade (1 Pe. 1:16). É por isso que Deus providenciou Jesus, que cumpriu a Lei (Mateus 5:17.), Incluindo amar a Deus (Dt. 6: 5) e amar o seu próximo (Lv 19:18.). Em outras palavras, Jesus fez tudo o que era preciso que fizéssemos. É por isso que devemos confiar unicamente em Jesus e não na nossa bondade, ou Jesus e nossa igreja ou Jesus e nossa capacidade de amar a Deus e ao próximo.

Mas, e quanto a você? Você tem essa confiança? Se não, talvez seja por causa das exigências que a Igreja Católica tem estabelecidos no Catecismo da Igreja Católica Romana.

  • “O próprio Senhor afirma que o Batismo é necessário para a salvação” (CCC 1257).
  • “Baseando-se na Escritura e na Tradição, o Concílio ensina que a Igreja, peregrina na terra, é necessária para a salvação” (CCC 846).
  • “Este sacramento da Penitência é necessário para a salvação para aqueles que tenham caído após Batismo, assim como o Batismo é necessário para a salvação para aqueles que ainda não tenham nascido novamente” (CCC 980).
  • “A Igreja afirma os sacramentos da Nova Aliança são necessários para a salvação dos crentes” (CCC 1129).
  • Serviço e testemunho da fé são necessários para a salvação,” (CCC 1816).
  • “A autoridade do Magistério estende também aos preceitos específicos da lei natural [Ex,10 mandamentos, CCC 2070], porque sua observância, exigida pelo Criador, é necessária para a salvação,” (CCC 2036).

Você, como um católico, é capaz de manter todos os requisitos que a Igreja Católica Romana diz que são necessárias para a salvação? Nós dois bem sabemos que você não pode fazê-lo. 

Você é sincero, e você vai à confissão?

Se você vai à confissão, então isso significa que você não está mantendo a lei perfeitamente, caso contrário, você não precisaria ir para a confissão. Assim, o próprio fato de que você vai para a confissão demonstra que você não é capaz de viver de acordo com o padrão de exigência de Deus.

Mas desde que a Igreja Católica Romana diz que é preciso guardar a Lei para ser salvo, por favor, considere estas passagens:

  • Gl. 3:10, "Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las”
  • Tiago 2:10, "Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos."

O padrão de Deus é perfeito. Nós não somos. É por isso que precisamos confiar somente em Jesus para que possamos ser justificados pela fé. E você? Você está fazendo isso? Ou, você está confiando em Jesus e sua capacidade de manter a Lei?

  • Rm. 3:28, "Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei"
  • Rm. 4:1-5, "Que diremos, pois, ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne? Porque, se Abraão foi justificado pelas obras, tem de que se gloriar, mas não diante de Deus. Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. Ora, àquele que faz qualquer obra não lhe é imputado o galardão segundo a graça, mas segundo a dívida. Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça."

 

 
 

About The Author

Matt Slick is the President and Founder of the Christian Apologetics and Research Ministry.