Quem realizou o maior ato de amor, Yahweh ou Alá?

Por Matt Slick- Tadução David Brito

No Islã qual é o maior ato de amor já realizado por Alá? Eu fiz esta pergunta para vários muçulmanos, e eu tenho respostas semelhantes: perdoou-nos de nossos pecados, deu-nos as famílias e as provisões, ele nos mostrou misericórdia, ele nos deu o Alcorão. As respostas não variaram muito além dessas respostas. Acho estas respostas deficientes.

A maioria dos muçulmanos acredita que a Bíblia não é confiável, e que foi corrompida, o Injeel (Evangelho) de Jesus foi perdido, e o Alcorão restaurou a verdade de Deus para a humanidade. Mas, isso é outro assunto a ser debatido.

Em João 15:13, Jesus disse: "Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos" Tenho a Nestlé Aland grego do Novo Testamento com os aparatos textuais incluídos nele. Os aparatos textuais são a lista completa (por verso) de quaisquer variantes textuais que ocorrem em qualquer um dos manuscritos antigos do Novo Testamento. Portanto, é muito fácil ir para João 15:13 e olhar para a evidência textual para ver se existem manuscritos em qualquer lugar que tenham qualquer variação sobre esse versículo. Não há nenhum. Em outras palavras, não há um único manuscrito dos mais de 25.000 manuscritos do NT que têm uma tradução diferente para este verso. Cada um deles diz exatamente a mesma coisa. Vou, portanto, concluir que é uma fala autêntica e confiável de Jesus.

Mais uma vez, Jesus disse: "Não existe maior amor do que este: de alguém dar a própria vida por causa dos seus amigos." De acordo com Jesus, o maior ato de amor é a sacrificar a vida por outra pessoa. Isto significa que dar a vida por outra pessoa é um maior ato de amor do que fornecer alimento, dando-lhe uma família, sendo bom para ele ou ser honesto, útil, ou o que quer que seja. O auto sacrifício a ponto de morrer, é o maior ato de amor.

Será que Alá realizou o maior ato de amor? A resposta é não. Alá não se sacrificou em nada. Alá não morreu no lugar de ninguém. Alá não nos amou a ponto de morrer por nós. No cristianismo, Jesus, que é Deus em carne (João 1:1,14), deu a Sua vida por nós. Jesus realizou o maior ato de amor.

Se o Islamismo é verdadeiro . . .

Se o Islã é verdadeiro e Alá é o Deus verdadeiro, então Jesus, uma criação (de acordo com o Islã) realizou um ato de amor maior do que do que Alá (de acordo com a Bíblia). Um mero homem superou Alá no amor e sacrifício. Mas, é claro, o Islã alega que Jesus nunca morreu. Eles então vão dizer que Jesus não fez o maior ato de amor. Sua negação não muda o fato de que Jesus morreu na cruz, como é amplamente atestado por testemunhas oculares que escreveram o evangelho. Além disso, quer acreditem ou não que Jesus morreu na cruz não muda o fato de que Jesus nos disse qual o maior ato de amor, e foi Jesus e não Alá quem o fez. No entanto, quando um muçulmano diz para um cristão abandonar a fé em Jesus, eles estão pedindo aos cristãos para desistir de seu Senhor que realizou o maior ato de amor por nós. Por que eles querem fazer isso?

Se o Cristianismo é verdadeiro, então Deus tem realizado o maior ato de amor. Se o Islã é verdadeiro, então Deus não o tem. Que "Deus", então, é mais amoroso: aquele que fala de amor ou aquele que age com amor?

Não encontrei em nenhum lugar do Alcorão, que diga que Deus é amor. O Alcorão diz que Deus ama as pessoas, mas nunca diz que Deus é amor. Por outro lado, a Bíblia nos diz claramente que Deus é amor. "Portanto, dessa forma conhecemos o amor que Deus tem por nós e confiamos plenamente nesse amor. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus, nele," (1 João 4:16).

Quem Deus Ama?

Será que Deus ama todos? No Islã, a resposta é não. No cristianismo, a resposta é sim.

Considere os seguintes versos do Alcorão.

  • "Quem for inimigo de Deus, de Seus anjos, dos Seus mensageiros, de Gabriel e de Miguel, saiba que Deus é adversário dos incrédulos”. (2:98)
  • "Dize: Obedecei a Deus e ao Mensageiro! Mas, se se recusarem, saibam que Deus não aprecia os incrédulos," (3:32).

Considere os seguintes versos da Bíblia

  • "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna," (John 3:16).
  • "Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos. Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? não fazem os gentios também o mesmo? Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial," (Mt. 5:43-48).

Podemos facilmente ver a enorme diferença entre o Deus do Islã e o Deus da Bíblia. No Islã, Deus não ama todas as pessoas. Na Bíblia, Deus ama todas as pessoas. No Islã, Deus não morreu pelos pecados daqueles que o servem. Na Bíblia, Deus fez isso. No Islã, Deus não realizou o maior ato de amor. Na Bíblia, Deus fez exatamente isso.

Minha pergunta para os muçulmanos é: O que te faz pensar que eu trocaria o meu Senhor, que me ama tanto e que morreu por mim, por um deus que não pode realizar o maior ato do amor? 

 

 
 

About The Author

Matt Slick is the President and Founder of the Christian Apologetics and Research Ministry.