Será que o Novo Testamento foi corrompido?

Por Ryan Turner- Tradução David Brito

Eu sempre me espanto quando pessoas de seitas ou falsos sistemas religiosos insistem em alegar que a Bíblia foi corrompida. Entre aqueles que com frequência alegam que o novo testamento foi corrompido estão os Mórmons e os muçulmanos..1

Por que eles dizem isso? Bem, eu suspeito que é porque os ensinos da bíblia, mais especificamente o Novo Testamento está em desacordo com suas crenças. Os muçulmanos não acreditam que Jesus é Deus uma vez que o Alcorão afirma que é um pecado imperdoável "atribuir parceiros á Deus" (Sura 10:30). Além disso, o Alcorão afirma que Jesus não foi crucificado (Sura 4: 156-157). No entanto, o Novo Testamento ensina que Jesus era divino (cf. Jo 1: 1, João 8:24, 58, João 10:30, João 20:28, Rm. 9: 5), e Ele foi literalmente crucificado (1 Cor. 15: 3-4).

Os mórmons acreditam que existem muitos deuses em existência e que a salvação não é ser salvo da ira de Deus sobre os pecadores, mas ser elevado ao mais alto grau nos céus por manter os sacramentos e ordenanças da igreja. Em outras palavras, a salvação é pelas obras. No entanto, a Bíblia ensina claramente que há um só Deus em todo o universo (cf. Isaías 43:10, Isaías 44: 6., 8, Mc 12:29) e que a salvação é receber o perdão e ser salvo da ira de Deus sobre os pecadores ( João 3:36), e não ser exaltado a um grau mais elevado do céu. Além disso, a Bíblia ensina que a salvação é um dom gratuito, não alcançável por obras (Rm. 4: 5, Ef. 2: 8-9).   

Foi o Novo Testamento corrompido?

Numa resposta franca e direta, não! Para responder a esta questão em mais detalhes, permita-me apresentar um pano de fundo. O Novo Testamento é um livro antigo, e durante os tempos antigos, obviamente não havia máquinas copiadoras Xerox, e a forma como a Bíblia foi preservada foi através de cópias feitas a mão, ou manuscritas. Como resultado deste processo erros poderiam ocorrer, por acaso ou intencionalmente. No entanto, esses erros textuais não afetaram nenhuma das principais doutrinas cristãs como, por exemplo; a Trindade, Divindade de Cristo, a salvação pela fé, etc. Infelizmente, não temos quaisquer cópias originais de qualquer um dos livros do Novo Testamento. Em outras palavras, não temos "a cópia do manuscrito original" da Epístola de Paulo aos Romanos ou uma cópia original do Evangelho de Mateus, etc.

A forma como textos antigos foram copiados

Uma boa maneira de olhar para a história textual do Novo Testamento é compará-lo a outros documentos da antiguidade. Existe um intervalo de aproximadamente de mil anos entre as cópias e o documento original na maioria dos documentos antigos encontrados pelos arqueólogos. Por exemplo, um historiador romano chamado Tácito, a primeira cópia do manuscrito de sua obra vem do ano 1100 AD, e temos um total de 20 cópias manuscritas hoje. Curiosamente, Tácito realmente escreveu suas obras ao redor de 100 AD. As maioria dos historiadores não têm dúvida de que temos uma boa ideia do que Tácito realmente escreveu mesmo que exista apenas cerca de 20 do total de manuscritos parciais ou completos, e o mais antigo manuscrito trata cerca de 1.000 anos depois da escrita original.

Em comparação, a primeira cópia do manuscrito do Novo Testamento (Papiros de John Ryland, data de AD 117-138) tem cerca de 30-40 anos de intervalo entre o livro original e a cópia (isto é, o Evangelho de João em cerca de AD 90-95). Além disso, nós temos mais de 5.700 manuscritos gregos do Novo Testamento! Além de todo o latim, copta, siríaco, e outras línguas. Existem cerca de 25.000 manuscritos do Novo Testamento!

Vá em frente, destrua todas as copias do Novo Testamento!

No entanto, se estes 25.000 manuscritos forem destruídos, nós ainda saberíamos o que os escritores do Novo Testamento realmente escreveram. Pois ainda assim teríamos os escritos dos pais da igreja.2 Estes primeiros pais da Igreja escreveram numerosos livros e cartas em que eles fizeram mais de 38.000 citações do Novo Testamento. Apenas destes escritos, poderíamos reconstruir todo o Novo Testamento com exceção de apenas de 11 versos.

Assim, para as religiões e seitas que falsamente alegam que a Bíblia foi corrompida a tal ponto de comprometer toda a mensagem da mesma é flagrantemente ridículas devido às 25.000 manuscritos e numerosas citações. Apesar das reivindicações mal informadas dos críticos, a Bíblia que você tem em suas mãos é uma cópia exata do que os autores bíblicos originais realmente escreveram. 

  • 1. Curiosamente, as Testemunhas de Jeová afirmam que a Bíblia não foi corrompida embora talvez mal traduzida. Eles têm a sua Tradução do Novo Mundo (TNM), que é supostamente uma "tradução" mais precisa da Bíblia. No entanto, os estudiosos bíblicos, tanto liberais quanto conservadores igualmente, rejeitam a TNM como uma tradução imprecisa e doutrinariamente “tendenciosa ".
  • 2. Os Pais da Igreja é um nome que descreve vários historiadores da igreja primitiva e teólogos que defenderam o cristianismo contra as heresias, suportaram a perseguição de Roma, etc., durante os períodos de tempo após a escritura do Novo Testamento.